19/07/2017

O rei [do Rondon] Roberto Carlos

Roberto Carlos não é cantor, nem artista, mas pode ser considerado o Rei do Rondon! Completou 69 anos na terça-feira (18), mas as velas apagadas somavam o número 18. Isso porque há 11 anos participou da Vale do Ribeira, sua primeira Operação. Desde então não parou mais, chegando a sua décima oitava Operação, a Serra do Cachimbo. Com sorriso no rosto, comenta que deseja apagar velinhas de número 20, completando sua vigésima participação no Projeto. Depois disso, passará a bola para outro professor.

 

Hospedado na Escola Pequeno Príncipe, junto com 20 rondonistas, mais três professores, da Unesp e Unifenas, pondera que a Operação Serra do Cachimbo está superando suas expectativas. "O munícipio nos recebeu com um diferencial muito grande".

 

Professor de Psicologia na Unesp, especializado na área de Desenvolvimento Infantil, considera o Rondon um projeto gratificante: "graças a ele pude conhecer as mais diferentes regiões do país". Tornou-se referência na universidade em que atua quando o assunto é Rondon, já que é "praticamente o símbolo do Projeto por lá", e conta sobre seu principal objetivo no Projeto, que é contribuir com a formação do aluno. "O aluno que passa pelo Rondon, volta com uma outra visão de mundo, universidade e cidadania".

 

Para quem ainda não participou do Projeto, o Rei Roberto Carlos deixa um convite: "venham fazer parte dessa experiência, pois é um bem incomensurável, não há preço que pague!".

 

 

Texto: Ana Paula Dornelles

Fotos: Ana Paula Dornelles e Maryna Dahmer

Fonte: Comunicação Social da Operação Serra do Cachimbo

Compartilhe Imprimir

RONDON

Ministério da Defesa - Esplanada dos Ministérios
Bloco Q - Cep: 70.049-900 - Brasília/DF

Fale Conosco

MINISTÉRIO DA DEFESA